CHAKRAS E GLÂNDULAS: energia a seu favor

CHAKRAS E GLÂNDULAS: energia a seu favor

Todos os seres do planeta são compostos por energia, toda matéria é energia condensada e, consequentemente, nós somos compostos por energia e somos influenciados diretamente por ela.
Agora, imagine que você possui pontos específicos em seu corpo geradores de energia e que são relacionados à glândulas importantes do seu corpo……Imagine ainda, que você pode ativar e equilibrar o funcionamento desses pontos para melhorar a eficiência e saúde do seu corpo como um todo…………Não só imagine, entenda e se beneficie desse conhecimento…

 

Esses pontos específicos capazes de influenciar o funcionamento de nossas glândulas são os chakras; reconhecidos na medicina oriental como “centros de energia”. Eles estão relacionados a junção do plano físico, mental e espiritual e por isso mesmo são diretamente ligados ao aprimoramento/evolução individual. (1)
Os sete chakras principais (básico, umbilical, plexo solar, cardíaco, laríngeo, frontal e coronário) se situam no eixo central do corpo e, têm uma representação significativa no trabalho com energia e cura.(2)
Esses sete chakras, ficam localizados em lugares estratégicos coincidentes com glândulas fundamentais do nosso corpo. Essas glândulas têm a função de produzir hormônios (que transportam dados químicos que possibilitam o funcionamento de glândulas e órgãos) para auxiliar na manutenção do equilíbrio corporal. Elas podem fazer parte de dois sistemas: endócrino e exócrino. (3)
Enquanto centros de energia, o bom funcionamento desses pontos gera um fluxo de energia. No entanto, esse fluxo pode ser bloqueado ou prejudicado por conflitos emocionais, podendo gerar disfunções dos chakras afetando regiões do corpo e órgãos a eles relacionados. Esses desequilíbrios podem comprometer a saúde através do aparecimento de doenças relacionadas a cada um dos chakras. (2)
Os chakras e, o desenvolvimento de cada um deles também está diretamente relacionado ao nível de consciência e percepção de cada indivíduo. Esses centros de energia determinam a qualidade de consciência correspondente aos estados emocional, biológico, mental, moral e espiritual e, por isso estão tão ligados a evolução humana de cada um. (4)
O desenvolvimento e crescimento pessoal pode se dar através do aprimoramento dos estágios correspondentes ao chakras mais inferiores que referem-se ao desenvolvimento do controle dos impulsos mais primitivos (raiva, medo, ego, poder etc) estilo interpessoal, consciência, preocupação e estilo cognitivo. (1,5,6)
Sendo assim, os três primeiros chakras (raiz, umbilical e plexo solar) têm correspondência nas respectivas glândulas: supra-renais, ovários ou testículos e pâncreas. E a disfunção dessas glândulas pode estar associada a doenças pulmonares, cardíacas, hepáticas, problemas circulatórios, problemas no aparelho reprodutor, diabetes, insegurança, medo excessivo etc. (1,5,6)
O próximo estágio se dá através do crescimento espiritual através do aprimoramento do chakra cardíaco que tem a função de equilibrar os chakras inferiores com os três superiores. Aqui já se tem um grau de evolução maior, uma percepção da importância do amor e compaixão. O desequilíbrio desse chakra pode estar relacionado a ciúme excessivo, raiva, doenças cardíacas, asma, doenças pulmonares. Esse é o chakra da essência da vida, essência divina e a glândula ligada a ele é timo que tem a função primordial ligada a maturação de nossas células de defesa (sistema imunológico), através da produção da timosina. (1)
Esse estágio trata dos três chakras superiores (laríngeo, frontal e coronário) ligados a uma evolução maior por se tratar de chakras ligados a energia superior. Aqui já se tem uma auto consciência muito maior bem como uma intuição aflorada.
As glândulas correspondentes a esses chakras são, respectivamente, tireóide, hipófise e pineal e juntas elas controlam toda a homeostase orquestrando o perfeito funcionamento das outras glândulas e órgãos atráves da produção de hormônios como T3 e T4 e melatonina.
Os desequilíbrios nesses chakras podem estar relacionados a disfunções na tireóide (hiper e hipo tireoidismo), distúrbios psiquiátricos, dores de cabeça, dificuldade de concentração, problemas no sono, problemas de reprodução e sistema imunológico etc. (1,6,7,8)
Como pudemos perceber, de forma resumida, os chakras interferem diretamente no funcionamento de glândulas importantes para nossa saúde e estão relacionados também a maneira como entendemos e vivenciamos nossa vida. A partir do momento que temos essa consciência e buscamos aprimorar esses chakras estamos contribuindo significativamente para nossa saúde e para o bem de todos a nossa volta.
Por acreditarmos no impacto do conhecimento dos chakras em nossas vida, abordaremos nos próximos artigos, especificamente cada um dos chakras comentando suas peculiaridades bem como o funcionamento de suas glândulas correspondentes. Aguarde e surpreenda-se

Dicas que fazem bem aos chakras:
1) Respire consciente e serenamente várias vezes ao dia
2) Aprimore seus sentidos através de atitudes simples como: comer atentamente, sentindo o sabor dos alimentos, observe o seu entorno, sentindo aromas e ouvindo sons, caminhe observando paisagens
3) Medite pelo menos uma vez ao dia
4) Ouça músicas que te façam bem, que te acalmem e te tragam alegria
5) Por alguns instantes sente-se confortavelmente e mentalize seus chakras como círculos girando e sendo ativados.
6) Participe de atividades que estimulem e abordem esse tema
Até a próxima,

Alessandra Cerri

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
RAMOS, S. Os chakras falam! A pergunta fundamental: seus chakras falam? Estão acordados? Arcobaleno, 2002.
SAMPAIO, C. O movimento no corpo etérico e o seu reflexo no físico. In: Encontro Paranaense, Congresso Brasileiro de Psicoterapias Corporais XVI, XI, 2011.
BEAR, M; CONNORS, B.; PARADISO, M. “ Neurociências: desvendando o sistema nervoso 2008.
RAO, M.; BLAZEK, V.; SCHMITT, H. Investigations on the neurological and physiological aspects of chakras using optical sensors, spiedigitallibrary, 2015.
MEADOW, M. Yogic Chakra Symbols: mirrors of the human mind/heart. Journal of religion and health, vol.32, n.1, Spring, 1993
EBRAM, J. Os chakras: centros energéticos. Madras, 1996.
WUNDERER, F. et al. Clock gene expression in the human pituitary gland. Endocrinology, 154 (6), June 2013.
MOORE, R. Neural control of the pineal gland. Behavioural Brain Research, 1996.

admin

Leave a Reply