Arquivo da tag ansiedade

ANSIEDADE

ANSIEDADE:

ATÉ QUE PONTO ELA PODE TE BLOQUEAR? IMAGINE VOCÊ CONTROLANDO ESSE TURBILHÃO INTERNO

 

                                                 Seu coração parece sair pela boca, sua transpiração  incomoda de tão forte, a respiração está difícil, o trabalho precisa ser entregue daqui uma semana, mas a concentração na leitura e estudo está difícil; são tantas atividades iniciadas e não finalizadas; as ideias parecem não vir à mente…. Uma boa noite de sono será a solução, a mente estará mais criativa e a concentração melhor. Mas essa esperança é destruída pela longa noite passada em claro, buscando o sono jamais encontrado……

 

Você já se viu perdido em seus inúmeros pensamentos? Pensamentos que aparecem a qualquer momento, perturbando sua concentração, tirando seu sono? Pois é, iremos explicar um pouco desse turbilhão mental chamado ansiedade e, depois daremos algumas dicas de como controla-lo.

Inicialmente, ela é caracterizada como um sinal de alerta para sensibilizar o indivíduo dos perigos iminentes e prepará-lo para responder a esse perigo. A existência da ansiedade em si, em níveis normais, é benéfica para o organismo, pois nos serve como sinal de aviso.

No entanto, atualmente, esse sinal de aviso está tão acionado que passou a ser o perigo em si, caracterizando-se por um distúrbio negativo que tem tornado o ser humano incapaz de controlar seus sentimentos e, impossibilitando o de alcançar seus objetivos. Seu poder destrutivo é tão sério que ela é acompanhada de disfunção cognitiva (afetando sua capacidade de raciocínio, atenção e memória), comportamental (alterações de humor, alta irritabilidade) e hiperatividade fisiológica (alterações cardiorrespiratória) .

O transtorno de ansiedade generalizada (TAG) é caracterizado como uma preocupação perversa e invasiva e, é associada ao enfraquecimento do funcionamento diário do indivíduo gerando prejuízo na regulação da emoção em consequência da hiperatividade da amigdala, estrutura cerebral relacionada ao medo e emoções negativas. Outra característica é o aumento da frequência cardíaca, dificuldade respiratória e dificuldade para dormir.

A hiperatividade da amígdala pode prejudicar o trabalho do córtex pré-frontal que executa funções importantes como raciocínio, planejamento e está envolvido, ainda, com atividades importantes como atenção e concentração.

Como fazer com que a ansiedade não extrapole a ponto de te prejudicar e impedir de alcançar suas metas?

Algumas dicas são:

 1) Prática diária de meditação.

Estudos com meditação relacionaram sua prática com maior ativação de áreas pré-frontais, incluindo regiões ventro medial, melhora da conectividade amigdala e córtex pré-frontal que estão relacionadas à reatividade do sistema límbico (emocional).

Para se familiarizar com essa técnica inicie sentando-se, confortavelmente, e inspirando e expirando serenamente comece a prestar atenção ao seu ritmo cardíaco e a sua respiração; não julgue seus conteúdos mentais, mas toda vez que seus pensamentos vierem à tona gentilmente volte sua atenção para sua respiração e batimento cardíaco. Aos poucos aumente sua percepção e sinta sua circulação passando por todo seu corpo. Tente ficar nesse exercício pelo menos 5 minutos, no início, e depois gradativamente vá aumentando o tempo conforme vai se sentindo mais a vontade com o exercício. Lembre-se: isso é um treino mental e exige persistência e desafio das dificuldades; sim, no início não é fácil, mas vale a pena o esforço, acredite!

2) Prática de atividade física

Os benefícios da prática frequente de atividade física vão muito além de melhoras físicas. Existem vários estudos comprovando que a atividade física contribui significativamente para a melhora de componentes mentais como funções executivas, aumento da produção de serotonina, endorfina e acetilcolina, aumento a produção de fatores BDNFs (brain derived neurotrofic factor), fatores neurotróficos que sinalizam, aceleram e melhoram inúmeras funções cerebrais.

3) Estimulação de córtex pré frontal

Aumentar o trabalho do córtex pré frontal com atividades que não sejam relacionadas ao trabalho é fundamental para estimular a neuroplasticidade, e diminuir a incidência de pensamentos á deriva. Assim sendo, aumente sua leitura de lazer, faça exercícios cognitivos (caça palavras, sudoku, palavras cruzadas) e inicie uma atividade diferenciada como trabalhos manuais, aprendizado de uma nova língua etc

                                                     Alessandra Cerri

 

 

Bibliografia de apoio:

BOETTCHER, J.; ASTROM, V.; PAHLSSON, D.; SCHENSTROM, O.; ANDERSSON, G.; CARLBRING, P.  Internet based mindfulness treatment for anxiety disorders: a randomized controlled trial. Behavior Therapy. v. 45, p.241-253, 2014.

HOLZEL, B.; HOGE, E.; GREVE, D.; GARD, T,.; CRESWELL, D.; BROWN, K.; BARRETT, L.; SCHWARTZ, C.; VAITL, D.; LAZAR, S.  Neural mechanisms of symptom improvements in generalized anxiety disorder following mindfulness training.  Neuroimage: Clinical. V.2, p.448-458, 2013.

LEAHY, R.  Para vencer a ansiedade. Revista mende e cérebro, N.40, 2013.

ORME-JOHNSON, D.; BARNES, V.  Effects of transcendental meditation technique on trait anxiety: a meta-analysis of randomized controlled trials. The journal of alternative and complementary medicine. v.20, p.330-341, 2014.

ZOGNO, M.A.; VIANA, W.G.  A meditação dirigida: produtividade e qualidade de vida.  Revista cultura e extensão USP, v.3, 2012.

1